Mais um senador que envergonha Brasília

 

Carlos Augusto Pinto é Jornalista Profissional – MTPS/RJ 1184JP, SJP/DF 1759, foi repórter das rádios Tupi e Nacional (Rio), Globo (SP) , Jornal do Commercio, Última Hora e Jornal dos Sports (Rio); Manchete (Rio e Recife), Fatos, Ele & Ela, Tendência (Rio); repórter político desde 1987 em Brasília. Soltou pipa, foi baloeiro, jogou bola de gude, frequentou o Maracanã e as noites da saudosa Cidade Maravilhosa.

Por Carlos Augusto

 

Que mal fizemos a Deus, nós que gostamos tanto de Brasília, para passarmos tanta vergonha com cidadãos que se aboletam no Senado da República para revolverem-se na lama dos vícios, das trapaças. Joaquim Roriz saiu do Senado, após renunciar, ao ser acusado de lavagem de dinheiro na compra de gado, no episódio conhecido como “bezerra de ouro”; José Roberto Arruda renunciou por mentir em plenário sobre a violação do painel eletrônico, no episódio da cassação do então senador Luiz Estevão; Arruda quando governador acabou preso por crime de obstrução à Justiça no escândalo da “Caixa de Pandora”; Luiz Estevão está preso na Papuda por causa de outro escândalo, o desvio de dinheiro na construção do TRE de São Paulo; Gim Argello está preso em Curitiba, por ter cobrado propina de empresários que tentavam fugir da desmoralizada CPI da Petrobras. Com exceção de Gim Argello, que virou senador com a renúncia de Joaquim Roriz, essa turma levou a capital do país às páginas policiais por um bom tempo. Agora aparece de forma imprudente, descarada e desavergonhada o senador sem votos, Helio José, o adorador de melancia. Como um mentecapto, um néscio, Helio José desembarca no órgão regional que cuida do patrimônio da União e brada o nome do seu indicado pelo Palácio do Planalto aos quatro cantos, exigindo que uma servidora de carreira deixasse imediatamente a sua sala. Ora, o ex-petista, ex-dilmista e agora peemedebista Helio Gambiarra, como é popularmente conhecido, mergulhou no precipício político sem paraquedas. Seu voto será importante para garantir o “fora Dilma”, ainda neste mês, e a posse definitiva de Michel Temer como Presidente da República, mas os seus desatinos tendem a lhe colocar para fora da vida pública até 2018, quando terminará o seu mandato. Helio José deveria ter procurado Rodrigo Rollemberg e dele se aconselhado antes de bravatear dentro de um órgão ocupado por petistas de carteirinha, a turma dos tempos do Lula. Mas talvez nada ouvisse. O impopular Rollemberg não está dando conta nem dele mesmo, quanto mais de um mala sem alça.

 

*Os artigos aqui publicados são de autoria do colunista e não refletem, necessariamente, a linha editorial do blog.

 

2 thoughts on “Mais um senador que envergonha Brasília

  1. Gostei do seu artigo. Nada a falar sobre este beócio senador do povo. É preciso fazer um exame de sanidade mental com candidato a distrital que teve 6 votos. Para o Marcão da Rodoviária está mala sem alças tem que perder o mandato por Decoro Parlamentar. Como pensa os outros senadores Hélio José agindo com tanta incoerência ao cargo de grande relevância. Os outros senadores seriam iguais?
    Marcão da Rodoviária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *