Reguffe apoia criação da CPI da Previdência

O senador Reguffe (sem partido-DF) defendeu nesta terça-feira (14) a criação da CPI para apurar se a Previdência Social é deficitária ou não.  Para ele, se houver rombo, é preciso saber por quais motivos isso aconteceu. Reguffe ainda disse ser necessário cobrar o dinheiro dos brasileiros que ficaram nos cofres de empresas devedoras da seguridade social.

Reguffe sugeriu que o sistema previdenciário deveria funcionar sob o regime de capitalização, em que 80% do valor das contribuições do trabalhador fossem depositadas em uma conta individual dele, o que permitiria, inclusive, a fiscalização dos depósitos.

Esse valor, explicou Reguffe, seria usufruído somente quando chegasse o momento da aposentadoria. Os outros 20%, acrescentou o senador, seriam destinados para uma espécie de fundo securitário e usados em caso de morte ou invalidez de cada trabalhador.

— Isso seria um modelo muito mais justo, muito mais correto do que o modelo que a gente tem. Um modelo que as pessoas dizem que está quebrado, por causa da incompetência, da ineficiência e da irresponsabilidade de diversos governos, mas que ninguém sabe quanto, ninguém de que forma exata foi. Isso precisa ser investigado. (Agência Senado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *