Ronaldo Fonseca defende o perdão de impostos federais das igrejas

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (3), a Medida Provisória 783, conhecida como MP do Refis. O texto permite regularizar a situação de pessoas e empresas que estão na dívida ativa da União ou que têm impostos atrasados junto à Receita Federal, dando descontos nos juros, multas e encargos e parcelando o débito em até 14 anos.

Na ocasião, o deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF) defendeu o perdão de impostos federais passados e futuros das igrejas: “Os templos religiosos já têm imunidade constitucional, mas é uma isenção que está se dando por cinco anos de forma muito justa por tudo que os templos, que as igrejas evangélicas, religiosas, espíritas, católicas fazem para a sociedade brasileira.”

O texto final foi alterado e incluído o perdão a dívidas de entidades religiosas e de instituições de ensino vocacional. A MP agora precisa ser aprovada pelos senadores até quarta-feira da semana que vem para não perder a força de lei.

 

Da Redação (com informações “Agência Câmara Notícias”)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *