Ping Pong com Jaime Recena

Foto: Reprodução

 

Por Fred Lima

 

Um dos nomes mais expressivos do PSB-DF, o ex-presidente da sigla e secretário adjunto de Turismo do Governo de Brasília, Jaime Recena, defendeu o legado que vem deixando na pasta desde o início da administração Rodrigo Rollemberg. Para Jaime, o atual governador herdou uma cidade quebrada financeiramente e conseguiu colocar ordem na casa. “O PSB está unido em torno da reeleição de Rollemberg. A rejeição do governador vai ser revertida durante o processo eleitoral. Teremos a oportunidade de mostrar o bem que essa gestão vem fazendo para a capital. O governador herdou uma cidade com dívidas em praticamente todos os setores. Organizamos as finanças, o que impediu que o DF entrasse em colapso financeiro e administrativo, como ocorreu em outros estados”, afirmou o secretário.

Além do projeto Orla Livre, que fomentará o turismo e o lazer na capital, Jaime mencionou o título que Brasília ganhou na categoria de design por fazer parte da rede de cidades criativas da UNESCO: “Um título de expressão internacional e muito importante”.

O retorno de jogos da primeira divisão do Campeonato Brasileiro e a execução de shows internacionais no Estádio Nacional também estão contribuindo para impulsionar a economia e o turismo, segundo ele. “O Flamengo acabou elegendo o Mané Garrincha como a sua segunda sede, tendo em vista a grande quantidade de torcedores que têm aqui. Além disso, shows internacionais, como Pearl Jam (2015), Guns N’ Roses (2016), Andrea Bocelli (setembro) e Roger Waters (outubro) estão fortalecendo esse segmento”, alegou Recena. Ouça:

 

Apesar de a Secretaria de Turismo ter sido transformada em adjunta após um ano de governo, o senhor é um dos secretários mais atuantes da atual gestão e um dos nomes mais fortes do PSB, tendo, inclusive, presidido o partido. Qual legado deixará na pasta?

 

Na eleição de 2014, o senhor foi candidato a deputado federal. Concorrerá este ano para o mesmo cargo ou à Câmara Legislativa?

 

O partido está unido e com força para buscar a reeleição do governador e reverter a sua rejeição?

 

Da Redação

 

One thought on “Ping Pong com Jaime Recena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *