Cristovam e PPS em crise

 

Por Fred Lima

 

Deu no Metrópoles:

 

Preterido pelo próprio partido como candidato à Presidência da República, o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) declarou nesta segunda-feira (26/3) ao Metrópoles que não se sente à vontade com a aproximação de sua sigla com a possível candidatura do tucano Geraldo Alckmin ao Planalto.

“Pessoalmente, não vejo propostas ousadas de Alckmin sobre a educação. Não vejo como ter uma esperada mudança se não conseguirmos uma intervenção nacional no sistema educacional. Não me sinto à vontade com essa aproximação”, disse Cristovam.

 

Comento
Talvez Cristovam não deixe o PPS agora, pois as eleições estão próximas e mudar de sigla em cima da hora, sem  planejamento, pode ser desastroso. No entanto, nada impede o parlamentar, caso seja reeleito ao Senado neste ano, de deixar o barco, como fez ao sair do PDT.

Fundado em 1992, o PPS tem dono e se chama Roberto Freire, atual presidente. Nas últimas eleições presidenciais, a legenda foi uma espécie de braço auxiliar do PSDB. Nos estados, Freire é conhecido por seu perfil centralizador, intervindo nas composições das chapas majoritárias, desagradando os pré-candidatos.

 

Da Redação (com informações do portal Metrópoles)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *