Temer implode Podemos-DF e atrapalha planos de Álvaro Dias na capital

 

Por Fred Lima

 

A ida do então presidente do Podemos-DF à Secretaria-Geral da Presidência da República, deputado federal Ronaldo Fonseca (sem partido-DF), foi uma estratégia traçada pelo presidente da República, Michel Temer (MDB), que conseguiu implodir a legenda em Brasília e atrapalhar os planos eleitorais do presidenciável Álvaro Dias (Pode-PR) na corrida ao Palácio do Planalto.

Antigo PTN, o Podemos começou atrapalhado no DF. No último ano, a presidência da sigla passou pelas mãos do deputado distrital Rodrigo Delmasso, da ex-deputada Eliana Pedrosa e em março foi entregue a Fonseca. Novamente sem presidente, o partido de Álvaro terá que juntar os cacos para não fazer feio na eleição e servir de palanque ao presidenciável.

A escolha por Ronaldo Fonseca não foi simplesmente pelas defesas que o parlamentar faz ao governo no plenário da Câmara dos Deputados. Nome apagado na imprensa brasiliense, o pastor da Assembleia de Deus tem voto cativo no meio evangélico e costuma não se misturar com outros segmentos da sociedade.

Uma opção para lá de política, diga-se de passagem…

 

Da Redação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *