O erro fatal de Jofran Frejat

 

Por Fred Lima

 

A confirmação de que abandonou de vez a disputa ao Governo do Distrito Federal, mesmo após a insistência de aliados e eleitores, mostra que Jofran Frejat cometeu o grave erro de permanecer no Partido da República (PR), comandado nacionalmente pelo mensaleiro Valdemar da Costa Neto, e regionalmente pelo ex-governador José Roberto Arruda. Salvador Bispo e Alexandre, seu filho, são meros coadjuvantes.

Não querer fazer pacto com o diabo estando no PR, é como contratar o bandido para ser segurança e não querer ser roubado.

Mesmo desistindo, Frejat marcou a pré-campanha rumo ao Palácio do Buriti. Sua pregação contra a velha política, apesar de fazer parte de uma legenda que a pratica, é louvável e pode influenciar os demais pré-candidatos. Até então, somente ele, Alexandre Guerra (Novo), Paulo Chagas (PRP) e Fátima Sousa (PSOL) atacaram os métodos antigos de se fazer política.

Mais experiente que os demais, Frejat encerra sua passagem pela política de forma honrada, sem querer compactuar com a sujeira que já foi inalada pela população.

O questionamento agora deve ser feito aos concorrentes que ainda não se manifestaram sobre o tema corrupção. Será que já venderam a alma ao capiroto?

Brasília não quer somente um governador competente, mas também honesto.

 

Da Redação

 

3 thoughts on “O erro fatal de Jofran Frejat

  1. Disse tudo Fred, queremos mesmo pessoas honestas nos representando, por isso voto de novo no Rodrigo Rollemberg, !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *