Eduardo Brandão: o fisiologismo que deixa qualquer um verde de náuseas

Foto: Reprodução

 

Por Fred Lima

 

Anunciado candidato a vice-governador na chapa de Rodrigo Rollemberg (PSB) na noite desta terça-feira (31), Eduardo Brandão (PV) disputou o Governo do Distrito Federal na eleição de 2010.

Naquela ocasião, o então candidato fez críticas contundentes à aliança PT-PMDB, afirmando que Agnelo Queiroz (PT) não conseguiria governar com uma coalizão gigantesca. Além disso, o pevista criticou duramente a proposta do petista de ser o secretário de Saúde de seu próprio governo. “Onde vai arrumar tempo para tudo isso? E como ficará a educação?”, indagou à época.

No segundo turno, o candidato derrotado do PV apoiou Agnelo e foi premiado com o cargo de secretário de Meio Ambiente. Mesmo com altos índices de rejeição, Brandão defendeu a continuidade do petista à frente do DF em 2014. “Este é um governo que merece uma segunda chance”, declarou.

Antes de Agnelo, Eduardo foi subsecretário de Meio Ambiente na administração José Roberto Arruda. Como se pode notar, o presidente do PV sempre permaneceu no comando da pasta, independentemente se o governo fosse de esquerda ou direita.

Brandão foi secretário de Arruda, Agnelo e Rollemberg. Já pode até pedir música no Fantástico.

 

Da Redação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *