As chances dos principais candidatos ao GDF no programa eleitoral

Foto: Divulgação

 

Por Fred Lima

 

Quarto colocado na pesquisa Datafolha ao governo de Brasília, o candidato Alberto Fraga (DEM) terá o maior tempo no programa eleitoral, que iniciará no dia 31 deste mês. Em seguida, vem Ibaneis Rocha (MDB), Rogério Rosso (PSD) e Rodrigo Rollemberg (PSB). Júlio Miragaya (PT) e Eliana Pedrosa (Pros) estarão na quinta e sexta posição, respectivamente. Confira o tempo total de TV dos candidatos ao GDF:

 

Alexandre Guerra (Novo) – 4 segundos
Fátima Sousa (PSol) – 9 segundos
Guillen (PSTU) – 4 segundos
Júlio Miragaya (PT) – 1 minuto e 10 segundos
Rogério Rosso (PSD) – 1 minuto e 38 segundos
Rodrigo Rollemberg (PSB) – 1 minuto e 14 segundos
Ibaneis Rocha (MDB) – 1 minuto e 44 segundos
Paulo Chagas (PRP) – 8 segundos
Renan Rosa (PCO) – 4 segundos
Eliana Pedrosa (Pros) – 49 segundos
Alberto Fraga (DEM) – 1 minuto e 50 segundos

 

Fraga

Para crescer nas pesquisas, o democrata tem de reverter a rejeição quanto a seu nome. No levantamento do Datafolha, ele aparece com 28%, a segunda maior rejeição, perdendo apenas para o atual governador (49%).

Com uma programa leve e humanizado, que mostre não apenas propostas, mas também o lado humano e familiar, a imagem rude de Fraga pode ser dissipada.  Diminuindo a rejeição, aumenta o potencial de crescimento.

 

Ibaneis

Ao contrário do candidato do DEM, o emedebista não precisará se preocupar com rejeição, mas em se tornar conhecido. Grande parcela da população não faz ideia de quem ele seja.

Com o segundo maior tempo, Ibaneis contará com uma ferramenta importante para se apresentar como o novo na política, mesmo estando em uma legenda comandada por velhos caciques.

 

Rosso

Candidato que mais cresceu nos últimos levantamentos, o pessedista terá somente 6 segundos a menos que Ibaneis. Para manter a linha de crescimento e ir ao segundo turno, Rogério vai ter que capitalizar o apoio dos evangélicos, com um programa que defenda os valores familiares.

Além disso, o ex-governador precisará esclarecer sua passagem pelo governo do DF em um momento conturbado, quando assumiu o mandato-tampão após a renúncia de Paulo Octávio, explicando os motivos que o levaram a tomar medidas duras na época.

 

Rollemberg

Mais rejeitado nas últimas pesquisas, o governador tem uma missão nada fácil pela frente para conseguir chegar ao segundo turno. Além dos debates, a propaganda eleitoral será o único meio para Rodrigo defender o seu governo e as medidas impopulares que adotou, especialmente no início de sua gestão. Nesse caso, cinco ou dez segundos fazem muita diferença.

Como o socialista terá menos tempo que Fraga, Ibaneis e Rosso, o material a ser apresentado deverá ser enxuto e direto, explanando com clareza como pegou o DF e qual o legado que está deixando para o próximo governo.

 

Miragaya

O PT sempre teve tradição política na cidade e ocupou o Buriti em duas ocasiões. Todavia, o desafio do petista é o mesmo de Ibaneis: se tornar conhecido pelo povo.

Júlio vai ter que provar ser um candidato real, não apenas um concorrente que entrou no jogo para defender a liberdade do ex-presidente Lula, cumprindo uma ordem da executiva nacional de seu partido. Caso consiga se tornar conhecido e inflamar a militância, poderá crescer no decorrer da campanha.

 

Eliana

De todos os principais candidatos, a ex-distrital acabou ficando na última posição, com apenas 49 segundos. Em se tratando de uma eleição acirrada, o tempo de TV é o amigo número 1 dos postulantes. Com Eliana, ele não foi amistoso.

Em menos de 1 minuto, a candidata terá que correr contra o tempo e apresentar suas principais propostas. Não sobrarão segundos para atacar outros adversários, nem detalhar sua trajetória pessoal e política.

 

Da Redação

 

One thought on “As chances dos principais candidatos ao GDF no programa eleitoral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *