#DebateCorreio: Rollemberg parte para o tudo ou nada; Ibaneis vence o duelo

 

Por Fred Lima

 

Promovido pelo Correio Braziliense, em parceria com a TV Brasília, o primeiro debate entre Ibaneis Rocha (MDB) e Rodrigo Rollemberg (PSB) foi marcado pelo bate rebate. Com 47,2% a menos que o emedebista, de acordo com o levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, o atual chefe do Buriti partiu para a ofensiva com o objetivo de desgastar o oponente. Demonstrando calma, mas respondendo com firmeza cada acusação proferida, Ibaneis conseguiu neutralizar os ataques e ainda sacou da manga fotografias onde mostram Rodrigo com Tadeu Filippelli e Júnior Brunelli em eleições passadas.

Para quem assistiu o confronto, a falta de clareza do governador era notável. Rollemberg não explicou direito o porquê de não ter cumprido promessas feitas no pleito anterior, bem como qual a finalidade da criação do polêmico Instituto Hospital de Base (IHB). O melhor momento do socialista foi quando o próprio adversário elogiou seus projetos na área de mobilidade urbana, sobretudo o Trevo de Triagem Norte.

Nas considerações finais, Ibaneis Rocha tirou a última carta da manga: Gabriela Rollemberg, filha do governador. Segundo o emedebista, no site do STJ consta a quantidade de municípios, de escritórios de advocacia e decisões transitadas em julgado, em nome de Gabriela, se referindo à mesma acusação que é feita a ele sobre os honorários pagos pelo município de Jacobina ao seu escritório. “E ela está certa, governador. Ela tem de trabalhar e receber seus honorários, ao contrário do senhor.” Rodrigo pediu que o advogado respeitasse a sua filha. “O senhor tem demonstrado um comportamento muito agressivo em relação às mulheres”, concluiu.

O governador perdeu o debate ao exagerar nos ataques, esquecendo-se de seu programa de governo, querendo a todo custo macular a trajetória profissional e pessoal do ex-presidente da OAB/DF, utilizando argumentos frágeis, não convincentes.

 

Da Redação

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *