Pesquisa Ibope: a diferença gritante de 50% de Ibaneis para Rollemberg

 

Por Fred Lima

 

Foi quase um milagre a passagem do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) para o segundo turno. O número excessivo de postulantes contribuiu, bem como, a fragilidade jurídica de algumas candidaturas, como a do deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF). Ademais, quando se tem a máquina na mão, as coisas se tornam mais fáceis.

Só que uma coisa é ir ao segundo turno, outra, vencer o pleito. Com uma alta rejeição e pífio crescimento, Rollemberg dificilmente conseguirá reverter nas urnas a diferença de 50% para o candidato Ibaneis Rocha (MDB), como apontou a pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira (17). De acordo com o levantamento, o ex-presidente da OAB/DF aparece com 75% dos votos válidos – os que excluem brancos e nulos –, contra 25% do atual governador.

A rejeição a Rodrigo pode ser explicada da mesma forma que a de Fernando Haddad (PT): faltou autocrítica para reconhecer os graves erros cometidos nos últimos três anos e meio, o que inclui a falta de diálogo com a sociedade. O chefe do Buriti fez um governo provinciano, que agradou apenas a nata da elite brasiliense. Não é à toa que venceu somente na Asa Sul e na Asa Norte.

Terra arrasada.

 

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 204 eleitores
  • Quando a pesquisa foi feita: 14 a 16 de outubro
  • Registro no TRE: DF-05023/2018
  • Registro no TSE: BR‐04848/2018
  • Nível de confiança:95%
  • Contratante da pesquisa:TV Globo
  • nível de confiançada pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos.

 

Da Redação

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *